Literatura

4 Quadrinhos Paraenses que todo mundo deveria ler

Na semana em que se comemora o Dia do Quadrinho Nacional, selecionamos quatro HQs incríveis de escritores paraenses

É carnaval, mas é também a semana em que se comemora o Dia do Quadrinho Nacional. E para homenagear a data, uma programação toda especial foi montada no Centur, com palestras, workshops, exposições, concursos de quadrinhos e muito mais!

O Dia do Quadrinho Nacional é comemorado, especificamente, no dia 30 de janeiro. Data em que, em 1869, o cartunista Angelo Agostini publicou a primeira história em quadrinhos brasileira, denominada de “As aventuras de Nhô-Quim, ou Impressões de uma Viagem à Corte”. A partir de 1984, a data passou a ser oficialmente o Dia do Quadrinho Nacional.

Em Belém, vários escritores e desenhistas se dedicam à expressar sua arte no papel, em histórias em quadrinhos. Alguns, são premiados nacionalmente, como é o caso de Gidalt Júnior, que conquistou, no final do ano passado, o primeiro lugar no Prêmio Jabuti, com o seu “Castanha do Pará”.

Para comemorar esse data tão especial, selecionamos quadro quadrinhos paraenses que todo mundo deveria ter na sua mesa de cabeceira, ou no seu computador :). Confere:

1-   Encantarias – A Lenda da Noite
Autores: Volney Nazareno, Fernando Carvalho e Otoniel Oliveira

“Encantarias – A lenda da Noite” conta a história de Tupã, que resolve convocar três grandes guerreiros: Piatã, Ubirajara e Kuandu, para encontrar o Alguidar Karapyky, um poderoso artefato capaz de trazer a escuridão para o mundo e desequilibrar a ordem da natureza. Onde encontrar: os pedidos podem ser feitos diretamente com o quadrinista Otoniel Oliveira. 

2-   Castanha do Pará
Autor: Gidalt Júnior

Totalmente colorida em aquarela, Castanha do Pará conta a história de um menino que é metade humano metade urubu, e que mora no Ver-o-Peso.

Ele sobrevive de pequenos furtos, dos alimentos que encontra no Veropa e da pouca atenção que recebe dos transeuntes. Uma história de riqueza gráfica exuberante e com forte cunho social.

Com este quadrinho, Gidalt Júnior foi o grande vencedor do Prêmio Jabuti 2017, na categoria “História em Quadrinhos”.  Onde encontrar: o livro pode ser comprado na Livraria da Fox.

3-    Dobras e Espumas
Autora: Samantha Ranny

É em sua página no Facebook, intitulada Erva de Gata, que Samantha Ranny publica a série de quadrinhos intitulada “Dobras e Espumas”.

São, como diz Samantha, “curtas histórias sobre o formar-se metafórico da espuma nessa vida agitada, nesse mundo do cão.”  Os quadrinhos falam de relacionamentos abusivos, aceitação do próprio corpo e empoderamento feminino. Onde encontrar: a série pode ser lida na íntegra na página do facebook Erva de Gata. 

4- Pretérito mais que Perfeito
Autores: Otoniel Oliveira, Petrônio Medeiros, Andrei Miralha, Carlos Paul, Diogo Lima, Rafa Marc, Volney Nazareno, Emmanuel Thomaz, Adriana Abreu, Dorival Moraes e Rosiani Olívia

Um banco na Praça da República é o coadjuvante na vida de diversas pessoas, em momentos e situações diferentes, atravessando os anos, as décadas e mantendo-se lá enquanto tudo ao seu redor muda. E mesmo depois, quando tudo volta a ser o que era.

Este HQ apresenta 15 histórias curtas produzidas por 10 artistas, cada uma de uma década diferente, cobrindo o século vinte todo, um pouco antes, um pouco depois, retratando o momento histórico cada uma, com um estilo gráfico referente a um movimento artístico e a um quadrinhista em voga no momento em que a trama se passa. Onde encontrar: os pedidos podem ser feitos pela página no Facebook:  “Pretérito mais que Perfeito”.  

Arte: Maira Henriques

 

 

Serviço

Grátis



Outras matérias de Literatura