Artes Visuais

Exposição apresenta fotografias do desenvolvimento da Amazônia nos anos 70

Mostra é do fotógrafo Rafael Gamba

Com a proposta de refletir sobre o desenvolvimento econômico da região Amazônica, o fotógrafo Rafael Gamba apresenta a partir desta terça-feira (6), às 18h30, a exposição “Terra Sem Mal”, no Espaço Cultural Banco da Amazônia. A entrada é gratuita.

Na quarta (7), também às 18h30, ele recebe o público para um bate-papo. A mostra, que foi contemplada com o edital de pautas 2018, apresenta 19 fotografias e um vídeo, realizado em parceria com a artista visual Viviane Gueller, que revelam o período em que o pai de Rafael, Isidorio Gamba, viveu em Manaus em meados da década de 1970, quando comprou uma câmera fotográfica e passou a retratar a paisagem – em plena mudança. A curadoria é de Fernando Schmitt.

Trata-se de um precioso registro do desenvolvimento urbano da capital do Amazonas e de locais próximos, à época do governo militar, com a implantação de projetos industriais e de exploração dos recursos naturais da região. A princípio, Rafael pensou em fazer um projeto que fosse voltado para o caráter afetivo sobre a cidade onde nasceu e viveu até os três anos de idade, já que mora há muito tempo em Porto Alegre, de onde sua família é natural.

“Percebi que meu pai, transferido para trabalhar na indústria, acabou captando um momento histórico, desde queimadas até paradas militares, o porto da cidade, as áreas urbanas, povos indígenas, posseiros. Por isso, o projeto acabou se reelaborando”, explica.

A visitação de “Terra Sem Mal” pode ser feita até 06 de abril, de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h. A entrada é franca. Agendamento de visitas monitoradas podem ser feitas pelo telefone: (91) 99116-4988.

*Com informações da assessoria
Foto: Divulgação

 

Serviço

De 06 de fevereiro - TER

Até 04 de abril - QUA

18h (abertura - 06/02)

9h às 17h (visitação - seg a sex)

Banco da Amazônia

(Av. Pres. Vargas, 800 - Campina)

(91) 99116-4988

Grátis