Música

Luê lança clipe de “Chega Logo”

Canção integra o álbum "Ponto de Mira". Confira no link

A cantora Luê lançou no dia 9 de novembro, o clipe da música “Chega Logo”. A faixa é a segunda trabalhada no seu álbum mais recente “Ponto de Mira”, lançado no final de 2017 e que está disponível em todas as plataformas digitais. O clipe teve cenas gravadas no Shopping Bosque Grão-Pará e na Escola de Danças Ana Unger e foi realizado através da Lei de Incentivo à Cultura Tó Teixeira, em parceria com a Fumbel e Prefeitura de Belém. Os fãs da cantora vão poder conferir o resultado no canal da artista no YouTube.

“A música é minha e do Saulo Duarte. Comecei compondo ela (Chega Logo) tendo como referência Bomba Estéreo, banda colombiana e Buraka Som Sistema – banda portuguesa que tem o som com raízes no gênero musical do Kuduru. Procurava um beat forte que chegasse perto do dancehall* e achei que pra conseguir isso tinha que procurar sons parecidos ou pelo menos quem se identificasse com essa proposta. E por isso chamei o Mahal Pita (do Baiana System) pra conseguir a sonoridade que queria com os graves e timbres sintéticos. A música foi produzida em conjunto pelo Mahal e pelo Zé Nigro, que assina a produção do disco, e o resultado foi esse dancehall tupiniquim [risos].

“Chega Logo” é uma das faixas que mais reflete o novo estilo musical que Luê adotou nesse novo trabalho. Com pitadas de música eletrônica, não à toa ela foi escolhida para ser a segunda música do disco para ganhar um clipe. Realizado por Adrianna Oliveira o clipe foi pensado em conjunto com a cantora. “Quisemos explorar a música por um viés menos óbvio. Tirando da ótica romântica que a música traz em si. Quando conversei com a Adrianna, vimos que poderia ser abordado um outro tema até maior, que era o encontro e a cumplicidade”, explica.

As imagens do clipe foram filmadas em dois lugares abordando a simbologia que o banheiro das mulheres tem como local de refúgio. “Às vezes nós estamos em uma festa, ou qualquer lugar e não nos sentimos bem por mil motivos que podem ter acontecido e daí precisamos de um momento a sós, pra pensar, pra respirar, pra chorar, pra fazer amizade, pedir ajuda, etc…Tantas vezes o banheiro feminino me serviu de abrigo”, conta Luê. As cenas do clipe se passam dentro de um banheiro onde Luê, personagem principal, se diverte sozinha criando um universo particular e tem uma conexão inesperada com uma outra mulher  que se encontra ali. Maia Voleau contracena com Luê e divide esse momento único de empatia.

Adrianna Oliveira, diretora e uma das idealizadoras do clipe, conta que as inspirações para a construção das cenas foram bem fluídas. “Durante a construção do roteiro busquei referências em filmes e séries que pudessem sair do viés mais romântico que a música trazia, entre elas estão “Twin Peaks”, “Paris, Texas” e “Frances Ha”. Logo de cara você pensa que o clipe vai falar sobre uma relação amorosa e só depois se dá conta de que a relação é de amizade verdadeira”, explica. Para a estética o caminho escolhido foram as cores vibrantes e quentes. “Optamos pela cor rosa e pelo vermelho por serem bem chamativas, exageradas e até ousadas. Buscando beber um pouco da ‘fonte’ do Almodóvar”, diz a diretora.

Release por Veríssia Nunes
Foto por Tereza Maciel e Aryanne Almeira

Serviço

De 09 de novembro - SEX

12h

Grátis
www.youtube.com