Teatro e Humor

Projeto faz resgate aos Cordões de Pássaros e Bichos Juninos do Pará

Dias 22 de setembro serão apresentados os resultados em Belém

Com o patrocínio do Banco da Amazônia e incentivo da Lei Rouanet, cinco grupos juninos foram contemplados pelo Projeto de Resgate aos Cordões de Pássaros e Bichos do Pará. Diversas oficinas estão sendo realizadas desde agosto deste ano e a agenda de apresentações do resultado às comunidades neste mês será nesta sexta-feira (14), no bairro do Una; sábado (15), na Pedreira e sábado (22), em Outeiro, sempre a partir das 18h30, com entrada aberta ao público de todas as idades.

Dois desses grupos são o Cordão de Pássaro Aritauá, do município de Cachoeira do Arari, no Marajó, e o Cordão de Bicho Borboleta, em Mosqueiro. Ambos se apresentaram em agosto. Ambos receberam oficinas de iniciação teatral, de confecção de indumentárias, além de instrumentos musicais e materiais para renovar o seu figurino.

“No Marajó o projeto envolveu toda a comunidade que há 32 anos não via o Pássaro Aritauá sair nas ruas. O guardião responsável pelo grupo, Lino Ramos, está vibrante com o retorno das atividades dos seus músicos e atores, que conta com pessoas de todas as idades”, comenta a coordenadora do projeto de resgate, a também guardiã de pássaro junino Laurene Ataide.

Para a guardiã do Cordão de Bicho Borboleta, Lúcia Alane de Sousa Trindade, o Projeto de Resgate aos Cordões de Pássaros e Bichos do Pará tem grande relevância à manifestação do teatro popular porque mantem viva a cultura desses grupos juninos. “Fazia mais de 70 anos que o Bicho Borboleta não se apresentava em Carananduba, na Ilha de Mosqueiro”. Segundo ela, o grupo surgiu a partir dos relatos e memórias da Mestra Gilda Amador, que fugia para ver o cordão de bicho quando mais nova. Agora, a partir do projeto de resgate, foi possível trazer o grupo de volta.

Os outros três grupos que também foram selecionados são: Cordão de Pássaro Colibri de Outeiro, Cordão de Pássaro Bigodinho e o Pássaro Papagaio Real. “Todo o material que foi doado para os cinco grupos são de qualidade justamente para que dê mais beleza às apresentações. Nós nos preocupamos justamente com as cores desses bichos. Cada um deles ganhou também um violão, um pandeiro e uma flauta doce para que a música também seja valorizada nas apresentações”, destaca Laurene.

Confira a agenda de apresentações dos Pássaros Juninos e dos Cordões de Bichos:

Sexta-feira (14)

O Cordão de Pássaro Bigodinho, da guardiã Valderez Carrera, se apresenta na escola pública Manoel Sanches de Brito, no bairro do Una, em Ananindeua, a partir das 17h.

Sábado (15)

A partir das 18h, na Pedreira, tem a apresentação do Pássaro Papagaio Real da guardiã Izabel Melo. O local da apresentação será na sede do grupo, situada na Travessa do Chaco, entre Pedro Miranda e Antônio Everdosa.

Sábado (22) 

O projeto será encerrado com a apresentação do Cordão de Pássaro Colibri, no Ponto de Cultura Ninho do Colibri, em Outeiro, a partir das 18h, na Rua Tito Franco, no bairro de São João.

*Com informações da Assessoria
  Foto: Divulgação

 

Serviço

Grátis