Sesc comemora aniversário de Belém com arte e cultura

Programação de 08 a 12 de janeiro, com entrada franca

Com  quase 1,5 milhão de habitantes, a capital paraense completa neste sábado 403 anos de uma história singular na região Amazônica, sendo reconhecida como uma das mais importantes cidades da região Norte do país com uma rica e diversa cena cultural. Na semana de aniversário de Belém, o Serviço Social do Comércio (Sesc) homenageia a cidade e seu povo com uma extensa programação cultural gratuita, de 08 a 12 de janeiro, nas instalações do Centro Cultural Sesc Boulevard, na Av. Castilho França, 522.

Instalação Cartas Visuais
A programação que terá atividades nas áreas de artes visuais, literatura, música, artes cênicas e audiovisual, começa nesta terça (08), às 8h, com a abertura da Instalação Cartas Visuais | Belém 2019. A proposta é olhar, sentir e interpretar Belém por meio de uma Carta Visual, criada com imagens (fotografias,  pinturas, xilogravura, desenhos, colagens) que revelem os sentimentos sobre a cidade. Este é o convite que o Sesc faz ao público: Interpretar esse “lugar/espaço” e suas múltiplas faces, tendo a imagem como instrumento de expressão. Os interessados poderão depositar suas Cartas Visuais na caixa coletora  instalada na galeria no 2º piso até o dia 31 de janeiro. Ao fim do período a caixa será aberta, as cartas serão editadas e transformadas em um livro objeto, que será compartilhado com o público em conjunto com outras produções coletivas (álbuns e livros artesanais)  construídas  a partir do projeto “Máquinas para Filosofar”, pelos frequentadores do Sesc Boulevard.

Literatura
Ainda na terça, às 19h, o escritor paraense Jacy Duarte realiza Lançamento do Livro “Banco da Praça – Bate Papo com Quintana”. Jacy escreveu esta obra literária de ficção, sendo uma conversa na Praça da República entre ele e o escritor Mário Quintana. Neste dia também haverá debate literário do autor com o jornalista Edgar Augusto Proença.

Merengue
A quarta-feira (09) a programação especial continua com muita dança, logo depois da chuva, às 16h, tem “60 Minutos de Merengue”, com o professor Roberto Ribeiro. Uma divertida aula experimental com o ritmo, que apesar de ser característico da Republica Dominicana, ganhou um estilo de dança totalmente paraense, podendo ser realizada individualmente ou em dupla.

Cinema
Mais tarde, às 18h, tem a exibição do filme “A Besta Pop” de João Luciano. O filme, produzido em 2016 por iniciativa de um grupo de estudantes do Bacharelado em Cinema e Audiovisual da UFPA, foi realizado por financiamento coletivo e conquistou o V Prêmio Proex de Arte e Cultura, recurso investido na pós-produção do filme. No enredo, conta-se a história de um grupo de adolescentes que viola o toque de recolher para assistir ao show da banda favorita; dois jovens que não sabem lidar com seus medos interiores; e uma jovem documentarista que está registrando o trabalho da mãe, que limpa locais de festas, e seu amigo que atende potenciais suicidas por telefone para esquecer de sua vida miserável. Os destinos destas pessoas se encontram em uma festa, na noite que antecede a tomada do poder por um regime totalitário.

Mais dança
Logo em seguida, às 19h, tem mais dança com a performance do Grupo do Ateliê Coreográfico Sesc, uma apresentação produzida por alunos dos cursos de dança do Centro Cultural Sesc Boulevard em conjunto com os intérpretes-criadores que participaram das edições nos projetos Ateliê Coreográficas e Gira Salão.

Carimbó e Brega
A dança paraense continua em foco na quinta-feira (10), iniciando às 10h com a apresentação de carimbó do Grupo Social de Idosos do Sesc. À tarde, às 16h, tem “60 Minutos de Brega”, com o professor Linekee Luis, que vai ministrar uma aula experimental de uns dos ritmos mais populares do Pará. A aula pode ser realizada individualmente ou em dupla.

Henrry Burnett
A noite, às 19h, tem música boa com o show com Henrry Burnett. O compositor apresenta canções antigas e inéditas em um formato renovado, dando destaque para detalhes instrumentais com arranjos especialmente preparados para os concertos em Belém. A banda é formada por Henry Burnett (guitarra, violão e voz), Príamo Brandão (baixo) e Charles Matos (bateria), e ainda a participação especial do guitarrista Careca Braga.

Mostra  de Animação
Já na véspera do aniversário da mangueirosa, dia 11 de janeiro, às 16h, tem Mostra  de Animação com curtas de Andrei Miralha, sendo eles: “Pedaços de Pássaros”, “Nossa Senhora do Mirití”, “Para Ler Poesias” e “Muragens”. Andrei Miralha é arquiteto, trabalha com multimídia e faz quadrinhos. Atuou na produção de ‘A Onda – A Festa da Pororoca’ (2003), de Cássio Tavernard, e dirigiu ‘Admire Miriti’ (2005), ambos resultado de bolsas concedidas pelo IAP na área das artes visuais. Classificação livre.

Teatro
À noite, às 19h, tem o espetáculo de teatro “Poeira”, do Grupo Ninho de Teatro (CE). Uma homenagem aos Mestres da Tradição Popular do Cariri. Do que somos feitos? Ou do que precisamos para nos fazer (re) fazer? Da alegria, da tristeza, do amor, da dor? Somos terra, viemos dela e para ela voltaremos, somos saudades. Poeira é festa que documenta o prazer de se misturar e a alegria que se sente ao se encontrar mestres inspiradores, mestres de verdade.

Teatro infantil
E no dia do aniversário de nossa cidade, 12 de janeiro (sábado) a programação inicia às 11h, com o espetáculo de teatro infantil “Passeando no Outeiro”, da Trupe de Bubuia, com o lançamento do CD do grupo. Os palhaços Rubiota, Jojoca, Pierierieca e Chorona resolvem dar uma volta em uma praia, mas não tem muito dinheiro para passear. Pierierieca dá a ideia de passearem num local que ele gosta muito que é diferente paradisíaco, a ilha do outeiro. Os quatro palhaços resolvem ir e todos vão super felizes, até o momento que eles descobrem que os ônibus que vão à ilha não possuem boas condições e só anda super lotado.

Dança
Mais tarde, às 16h, tem dança com a apresentação do Projeto Conexão Curimbó
 com a Cia de Investigação Cênica e de artistas convidados: os intérpretes baianos Daniel Moura, Jairson Bispo e Márcio Nonato. Além da participação dos intérpretes Danilo Bracchi, Armando de Mendonça, Cleber Cajum e Patrícia Mallarini. Duas grandes referências de percussão do eixo Norte – Nordeste também marcarão presença, o percussionista paraense Edson Santana que acompanha o projeto desde o seu início em 2010, e Ricardo Costa de Salvador/BA, para um verdadeiro encontro de tambores.

Nazaré Pereira
Finalizando a noite e a programação especial de aniversário, às 19h, tem o show “Novos Horizontes”, com Nazaré Pereira. Nascida no seringal de Iracema, na Cidade de Xapuri, estado do Acre, a “sabiá amazônica” faz show em homenagem ao aniversário de Belém, cidade que a acolheu e que é sempre fonte inspiradora para suas composições que permeiam o cancioneiro nortista e brasileiro, ultrapassando fronteiras, sendo reconhecida internacionalmente. Sucessos como “Xapuri do Amazonas”, “Natureza”,”Terra Morena” e muitas outras estarão presentes em seu repertório.

 

Serviço

De 08 de janeiro - TER

Até 12 de janeiro - SÁB

Confira na matéria a programação

Centro Cultural Sesc Boulevard

Av. Boulevard Castilhos França, 522

0800-941-1242 / (91) 4005-9581

(91) 4005-9584 / 4005-9587

Grátis



Outras matérias de